Uma Igreja Viva para o Deus Vivo

Culto do dia

  • Culto de Oração, Quarta às 20:00
11.04.2018

Devocional – Efésios 4.32

A fé salvífica ama o perdão
Sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou. (Efésios 4.32)

Ter fé salvífica não é meramente crer que você está perdoado. A fé salvífica olha para o horror do pecado, e depois olha para a santidade de Deus, e discerne espiritualmente que o perdão de Deus é incrivelmente glorioso.

Fé no perdão de Deus não significa apenas uma persuasão de que eu estou livre de perigos. Significa provar a verdade de que um Deus que perdoa é a realidade mais preciosa do universo. A fé salvífica quer ser perdoada por Deus, e dali se ergue para valorizar o Deus que perdoa — e tudo o que ele é para nós em Jesus.

O grande ato de perdão é passado — a cruz de Cristo. Por meio deste olhar para trás, aprendemos sobre a graça em que sempre permaneceremos (Romanos 5.2). Nós aprendemos que somos amados e aceitos agora, e sempre seremos. Aprendemos que o Deus vivo é um Deus que perdoa.

Mas a grande experiência de ser perdoado é toda futura. A comunhão com o grande Deus que perdoa é completamente futura. A liberdade pelo perdão que flui dessa comunhão plenamente satisfatória com o Deus que perdoa é toda futura.

Eu aprendi que é possível continuar a guardar rancor se a sua fé simplesmente significa que você olhou para trás para a cruz e concluiu que está fora de perigo. Tenho sido compelido a me aprofundar no que é a verdadeira fé. É estar satisfeito com tudo o que Deus é para nós em Jesus. A fé olha para trás não apenas para descobrir que está livre de perigos, mas para provar e ver o tipo de Deus que nos oferece um futuro de infinitos ​​amanhãs reconciliados em comunhão com ele.

Fonte: Voltemos ao Evangelho e Ministério Fiel – Devocional Alegria Inabalável – John Piper