Uma Igreja Viva para o Deus Vivo

Culto do dia

  • Celebrando a Recuperação - Pr. Tiago, Segunda às 20:00
5.11.2017

Em Chamas para Deus

Não há imagem mais linda na terra do que alguém sob o efeito das chamas celestiais, vertendo o óleo santo por onde passa, deixando as marcas seguras de Cristo para que os perdidos sejam salvos e resgatados das mãos do inimigo. Deus enviou seu Espírito para nos fazer Sua casa, e nos ordenou que buscássemos a todo custo o enchimento do Seu Espírito. Já somos suas testemunhas, mas a eficácia do testemunho está em nos encher diariamente e operar nos dons do Espírito. Muitos acreditam que o batismo no Espírito está no fato de sermos enxertados no corpo de Cristo quando na conversão, o que não deixam de ter razão, pois a palavra batismo também pode se referir a esse momento. Esse é o momento mais importante na vida do homem quando ele aceita Jesus como seu senhor e Salvador, mas tem muito mais, há um poder prometido, uma capacitação planejada pelos céus, uma plenitude, um derramar, outro batismo, outro enchimento, seja lá o nome que você queira dar a essa experiência. Ela acontece uma primeira vez, uma experiência única e inesquecível, e depois poderá se repetir muitas e muitas vezes, dependendo da sua fome, da sua sede, do seu compromisso com Deus, da sua necessidade exposta aos céus e do desejo do seu coração em fluir e ser totalmente embriagado desse Espírito. Esse é o poder, a eficácia para sermos testemunhas e operar nessa terra seus prodígios e maravilhas.

O poder do Espírito não se restringe somente no poder para testemunhar, mas abrange a vida plena do salvo em Cristo, no poder do Espírito temos um maior apetite para orar e aprendermos a orar segunda a vontade de Deus. O segundo propósito desse derramar nos levará a impregnar o nosso corpo com a santa Palavra de Deus, como se fosse nossa segunda pele, nos mantendo no caminho santo. O terceiro propósito é refinarmos nossa vida de adoração e nos transformar em seus verdadeiros adoradores. O quarto propósito é a vitória sobre a carne, uma busca para não satisfazer a carne, mas ao Espirito.  O quinto propósito é sermos mais fortes na luta contra o diabo. Todo crente salvo tem essa autoridade, mas muitos têm medo do diabo, e não é somente por falta de instrução, mas de coragem celestial.

O apóstolo Pedro se tornou uma testemunha melhor quando foi cheio do Espírito Santo no pentecostes, ousadia e intrepidez também encheram seu coração com o derramar do Espírito em sua vida. Uma onda de poder pode te levar a uma vida de santidade, a se abster dos pecados passados, dos vícios, das palavras torpes e das músicas do mundo.  Creio que seja por esse motivo, e mais alguns outros, que o diabo se preocupa tanto em impedir a obra do Espírito nos corações dos homens, as tantas discussões e polêmicas sobre a ação do Espírito a meu ver não trazem esclarecimentos somente divisões. As divisões somente demonstram um lugar cheio de vaidade, e orgulho humano, se estivessem cheios do Espírito Santo chorariam e pranteariam pelas almas que se perdem.

Devemos nos humilhar para viver o melhor de Deus, e essa é a grande dificuldade da maioria, se prostrar aos pés do Todo Poderoso e clamar ENCHE-ME ESPÍRITO. As pessoas se preocupam muito com sua imagem e com o desconforto do seu coração enquanto estão ali, naquele momento de espera. Vamos agradar a Deus, a multidão ou a nós mesmos. Vamos buscar sua face ou face de aprovação dos outros. Vamos manter as aparências, ou vamos mergulhar no arrependimento sem se preocupar com o julgamento das pessoas. Demonstrar nosso desespero por Deus, nossa fome insaciável, seja com lágrimas, com gemidos, com gritos de redenção, e não desistir até que Ele venha e nos toque com suas mãos poderosas. Isaías, quando confrontado com a Glória de Deus enxergou a sua carnalidade, promiscuidade e lábios impuros. Ele viu a Glória de Deus e se sentiu impuro (Is. 1:7), o diabo viu a glória de Deus e a cobiçou por isso está no inferno (Ez. 28: 12-15), Paulo viu a Glória de Deus e fez de tudo para se ocultar dizendo que era outra pessoa e não falar dele mesmo (2 Co. 12:2), por isso foi abençoado, Herodes aceitou a glória dos homens e foi consumido instantaneamente aos olhos de todos por vermes (At. 12: 23), Daniel viu a Glória de Deus e não a trocou pela glória dos homens (Dn. 1: 5-21, 10: 1-12), por isso foi reconhecido no mundo e no céu. Nabucodonosor viu a Glória de Deus e não se rendeu a ela (Dn. 4: 24-33) por isso se tornou como um animal, Ezequiel viu a Glória de Deus e não ousava ficar em pé por temor e reverência (Ez. 10:1-22, 11:1). Conheço pessoas que foram tocadas pela glória e estão servindo a Deus com mais paixão, devoção e ardor, derramando lágrimas na possibilidade de se tornarem mais íntimos do Senhor.

Há muito tempo eu tomei uma decisão em minha vida, eu quero ser essa testemunha que Deus espera: um homem cheio do Espírito Santo. As lutas chegam de todos os lugares, mas não quero fracassar e ser desqualificado. Olho para o autor e consumador da minha fé que estende suas mãos e me levantam. Você também deve desejar isso, não é privilegio de alguns, as águas que emanam do trono estão sendo derramadas sobre nós, o altar ainda arde em chamas para Deus. O nosso coração anseia por esses momentos, os gemidos inexprimíveis do Espírito, a todo instante não nos deixa esquecer que esse é o lugar que queremos estar. Glória a Deus porque o Espírito Santo não nos deixa esquecer, Ele é o nosso aliado, nosso advogado, nosso intercessor, a testemunha fiel, nosso consolador, nosso ajudador.

Amado, isso é possível mesmo com todas as nossas lutas e imperfeições, existe alguém capaz de lidar com o coração humano, e esse alguém é o Espírito Santo, que prometeu encher esse coração a ponto de transbordar, invadindo todo o nosso ser, trazendo luz aos lugares mais sombrios da nossa alma e nos enchendo de esperança. Lucas 11:13 nos diz: “Pois, vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito santo àqueles que lho pedirem”. Ele é um pai de amor, Ele não nos deixou órfãos (Jo. 14:18), Ele fez todas as mudanças necessárias para transformar nosso coração numa morada permanente (2 Co. 3:11). Não te desanimes, esse sentimento de inconformação é um chamado celestial para recarregar as baterias é o clamor de um coração apaixonado pelo amado da nossa alma. Sature o seu coração com palavras de amor por Deus, profetiza sobre ele, “Deus tirou o coração de pedra e te deu um coração de carne” (2 Co. 3:3), lance a palavra sobre o seu coração, não o deixe esquecer que o Rei da glória é o Rei do seu coração, o que ele mais deseja é se embriagar desse poder e se levantar como um arauto na terra e dizer ao mundo todo QUE SOMENTE JESUS CRISTO SALVA.

O Pai nos prometeu o Espírito e nos deu agora devemos nos encher diariamente e transbordar. Efésios 5:18 nos diz: “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito”, peça com fé e não duvide, pois Ele virá como no dia de pentecostes e não serás mais o mesmo. Você amará esse momento e perceberá que foi para esse momento que Deus te preparou, “UM ALTAR EM CHAMAS PARA DEUS”, uma coragem nunca sentida invadirá seu coração, as pessoas irão dizer que há algo diferente em você, e você dirá “CRISTO EM MIM ESPERANÇA DA GLÓRIA”.

Tenho certeza que se houvesse mais corações em chamas esse mundo não seria mais o mesmo, mesmo que alguns nos odiassem, alguns também se salvariam. É o que esse mundo precisa corações em chamas, e não de palavras. Não pare de clamar, pois enquanto clama o céu se aproxima da terra e o mundo ao seu redor se enche de esperança. Sua glória é vista pela igreja que se move em sua beleza celestial no caminhar dos homens santos cheios do Espírito Santo. Não existe outro caminho para as chamas do altar, para a plenitude do Espírito, somente o convencimento que eu sou o vaso e Ele é o óleo, que eu sou a brasa e Ele é o fogo. Precisamos desse fogo, desses vasos transbordando.

ENCHE-ME ESPÍRITO MAIS QUE CHEIO QUERO ESTAR EU MENOR DOS VASOS POSSO MUITO TRANSBORDAR!

Pr. João Marcos Morilha